ESPELHO D’ALMA

Quero ser um outro...
Vários seres, mutáveis em forma,
Imutáveis em espírito.
Redescobrir meus mais íntimos caminhos,
Cutucar feridas mais dolorosas,
Ter pesadelos horrendos,
Entendendo minhas inseguranças e franquezas,
A fim de superá-las.

Quero broxar pra poder gozar.
Sentir a vergonha do macho que se vê impotente...
E na humilhação viril,
Reavivar meu mais intenso fogo,
Satisfazendo por completo minha gostosa,
Assistindo o sorriso largo da mulher que me come,
E devorá-la com a fome de um leão,
Que mete suas garras com vontade e ardor...
Sentindo o estremecer da morena que grita sua dor,
Ensandecida pela sua delícia mais avassaladora.

Quero morrer hoje,
Nascer amanhã,
E assim saber quem sou...

Vivendo tudo sem ter medo,
Eu, ínfimo,
Grão de areia,
Mergulhado em mim,
Senhor do meu destino.

Quero me perder pra poder me achar.
Despir-me pra vestir-me de um novo Ser.
Chorar lágrimas de sangue e fazer sorrir minh’ alma,
Brotando nascentes de esperança, alegria e fé.

  1. gravatar

    # by lugirão - 07 setembro, 2008

    Quero morrer hoje,
    Nascer amanhã,
    E assim saber quem sou...


    E renascer como a Fenix...muito bom.

    beijos

  2. gravatar

    # by paula barros - 08 setembro, 2008

    Forte, muito forte. Um mergulho no próprio "eu". Sempre se sai outro. Acredito.
    abraços

  3. gravatar

    # by umSerinacabado - 10 setembro, 2008

    A busca do que Você tem de melhor, o melhor "SER" que existe dentro de Você.

    Muiiito bom.

    Beijo